Verglas… esse maldito!!!

Etiquetas

, ,

Sim, eu já mencionei que não gosto do verglas…. mais eu já mencionei que detesto PROFUNDAMENTE esse maldito? Brrrrr…

Imaginem a cena, choveu e nevou o tempo todo, desde ontem a noite. Isso significa que a temperatura subiu bastante (acho que estava -8C hoje cedo). Isso significa também que a neve amoleceu e criou umas poças mega monster de slush…. Hummmm….

E um pouco mais tarde hoje, começou a ventar também (algumas regiões tiveram rajadas de 90 km/h). Consequentemente, recomeçou a esfriar de novo (amanhã cedo estão anunciando sensação térmica de -31C). Resumindo a ópera, acho que vou pegar emprestado os skis do Arnaldo pra ir pro trabalho amanhã!

Ok, acham que eu estou exagerando, não? Nesse caso, vejam como está a entrada aqui de casa…

WP_20140106_001WP_20140106_012WP_20140106_005E o negócio é limpar o carro antes que tudo isso endureça (só é preciso dar uns tapas no gelo pra poder pegar a escova no porta malas antes… hehehehe). 🙂

E era só o começo…

 

Uns 40 minutinhos depois ele ficou zerado! Misteriosamente, acreditam que Arnaldo não quis ir na academia hoje?

 

Anúncios

Quase um crime

Etiquetas

, , ,

Não, não ha nenhuma lei sobre isso… mas bem que poderia ter!

Tudo começou quando um vizinho decidiu vender uma Cadillac linda, lindérrima (e olha que eu sou a pessoa mais desligada do mundo quanto a carros). Não sei de que ano ela é, nem qual é o modelo e nem não sei quanto custa (o que acaba me promovendo de desligada pra quase alienada mesmo … eu sei). Enfim, sei que ela é super estilosa, do tipo que faz a gente babar.

WP_20131101_001WP_20131101_003WP_20131101_004WP_20131101_005

Mas como ela não foi vendida e, com certeza absoluta não vai ser antes do fim do inverno, o dono decidiu deixar onde estava, esperando o tempo passar.

Assim sendo, semanas (e uma meia dúzia de tempestades) mais tarde…

WP_20131228_002WP_20131228_004WP_20131228_003a

Na boa, é só coisa minha ou dá uma dorzinha no coração mesmo??? 😉

Verglas… esse malvado!

Etiquetas

, , , ,

Esqueça o frio! Esqueça o vento! Esqueça a neve! Com tudo isso a gente se ajeita… Até mesmo com a temperatura que está fazendo hoje…

01.01.2014O malvado mesmo nessa história toda é o verglas (glaze ice em ingles)! O que é isso? Imagine uma chuva, ou mesmo uma bruma, super gelada (um pouquinho antes de congelar) que ao tocar em qualquer superficie, imediatamente cria uma fina camada de gelo, que acaba sendo coberta por outra, e por outra, e por outra…

Na realidade, o efeito é bem bonito pois dá a impressão que tudo é feito de cristal…

verglas1O problema começa quando a gente precisa colocar os pés pra fora de casa e tudo esta liso como vidro ensaboado… na ladeira!

Mas nem é esse o pior problema. A coisa começa mesmo a complicar quando essa camada de gelo passa de meio centímetro de espessura. O peso do gelo é tanto que não raro os galhos das árvores quebram. Além disso, por essa mesma razão, os cabos elétricos se rompem e postes cedem.

Foi o que aconteceu em 1998, no que ficou conhecido como La crise du verglas. No mês de janeiro, durante 5 dias consecutivos, várias cidades tiveram a pluie verglaçante (chuva de gelo?) que deixou camadas de gelo de até 10 centímetros de espessura. Daí dá pra imaginar o estrago quando redes de alta tensão romperam, vôos e viagens de trem foram cancelados e cerca de 4 milhões de pessoas ficaram sem eletricidade… varias delas durante mais de um mês! O valor dos prejuízos calculados passa dos 6 bilhões!

Foi isso que aconteceu, embora em uma escala muito menor, em Ontário (principalmente em Toronto), no final do mês passado. Cerca de 500 000 pessoas ficaram sem eletricidade durante quase uma semana. Uiuiuiui…

E pra quem se pergunta: mais isso não dá medo? Sim, dá um bocadinho sim. O suficiente pra querer sair dessa terra gelada? Claro que não! A menos que seja de férias… naturalmente! 😉

E por falar em férias, ainda nem dá pra acreditar, mas depois de quase quatro anos nessas bandas, estamos indo passar uns dias nas terras brazukas! Uhuuuuu!!!!

Depois conto mais detalhes, ok?

Um ótimo restinho de semana a todos!

Pra treinar o frances… e se emocionar!

Etiquetas

,

Dica do dia pra quem gosta de assistir a bons filmes e de quebra quer treinar o frances!

Não sei qual foi a divulgação no Brasil, mas pra quem ainda não tinha ouvido falar, um belo programa pro fim de semana e/ou feriado é assistir Intouchables.

Baseado numa história real, o filme mostra um milionário quadriplégico que contrata a pessoa mais improvável possível pra ser seu enfermeiro/acompanhante.

Segue o trailer:

 

Na duvida, vale a pena deixar uma caixinha de lenços por perto… hehehehe…

Depois não deixem de me contar o que acharam, combinado?

Uma ótima semana a todos!

 

Procurando outro casulo… de novo!!!!!

Etiquetas

,

Ok, quando a gente ouviu essa história que quebéca que é quebéca gosta mesmo é de se mudar, a gente 1) não acreditou, 2) achou tudo isso muito estranho e, finalmente 3) fez bastante piada… mas vejam só como são as coisas… estamos pra entrar no nosso quarto ano nessas terras e estamos buscando nosso quarto ap. Resumindo, a gente ainda que não acredita, a gente continua achando isso muito estranho e, finalmente, a gente já começou até a arriscar algumas piadas, mas dessa vez sobre nós mesmos! aiaiaiai…

Bem, quem visita o blog ha mais tempo, vai saber que o nosso primeiro apartamento aqui foi bem ruinzinho ( culpa de um vizinho maldito que desafiou nossa sanidade… e autodomínio também). Assim sendo, mudamos. O segundo ap até que era legal, bem localizado e com  vizinhos  comportados (além disso, tinha uma vista do por do sol absolutamente linda). E tudo estava bem até vermos o que se tornaria o terceiro… ahhhh… foi amor a primeira vista. Nem estavamos procurando, mas quando vimos, era tudo o que tinhamos imaginado. Bairro super tranquilo, perto de tudo, no segundo andar de um duplex (um casal aposentado mora no ap aqui em baixo ha mais de 15 anos) e recentemente renovado. Assim sendo, naturalmente, mudamos…

Logo que nos instalamos aqui, disse pro proprietário que, se ele topasse, assinávamos um contrato pelos próximos 40 anos. Sabem que, depois da minha infancia, pela primeria vez, voltei até a plantar uma hortinha! O que acabou sendo um tremendo fiasco porque achei um tédio esperar semanas pra ter uns tomatinhos de nada… na realidade, acho que o legal quando era pequenininha era que a mamis que fazia o trabalho pesado e nos dava a maior moral quando iámos colher algo… no final das contas acabavamos acreditando que tinhamos ajudado também. Coisas de mamis fofa… 😉

Mas voltando ao assunto. Uma bela sexta feira quando chegamos do trabalho, tem uma placa muito da suspeita aqui na frente anunciando que a casa tava a venda. OPS! Como assim? Que audácia é essa? Nos restou ficar na torcida que o proximo proprietário comprasse pra investir e nos deixasse ficar por aqui.

Vejam que interessante, aqui, ao comprar um imóvel onde já morem inquilinos, o novo proprietário só pode pedir pra saírem em algumas situações específicas: 1) pra ele(a) mesmo for morar, 2) para membros da família imediata morar (pais, filhos e avós), ou 3) no caso de reformas importantes previstas no imóvel. Caso contrário, os inquilinos estão protegidos por lei a continuar onde estão, pagando o mesmo aluguel (que pode eventualmente ser gradualmente corrigido, se o novo proprietário fizer melhorias no imóvel).

Pro nosso absoluto pé frio (mais bota frio nisso!), uma senhora comprou o imóvel com a filha. A senhora vai morar onde hoje é o nosso lar doce lar, e a filha vai morar embaixo com a família dela. E nós??? Bem, a gente voltou aos classificados…. brrrrrrrrrr….

E pra quem está se perguntando, “mas vocês não pensaram em comprar esse imóvel?” Ainda não chegou a nossa hora. Mais isso fica pra outro post. 😉

Uma ótima semana a todos!

Noticias das terras geladas

Etiquetas

, ,

E bota geladas nisso! Essa história que o inverno começa oficialmente só no final de dezembro anda meio mal contada 🙂

Vamos começar falando sobre a tempestade de neve que tivemos hoje? Basta dizer que os compromissos que tinhamos pra hoje foram anulados por causa da poudrerie (quando um vento forte carrega a neve por tudo quanto é lugar). Pra ter uma idéia de como fica a paisagem, segue fotinho.

poudrerie1Oficialmente, a data limite pra instalar os pneus de inverno é 15 de dezembro e, contrariando todo o bom senso, tem gente que espera até a ultima hora pra trocar. Como é de se imaginar, isso significa acidentes garantidos. Ha um ditado por aqui que diz que é preciso reaprender a dirigir a cada inverno… e isso é verdade, mesmo quando ele chega antes do tempo.

Mas vocês acham que eu estou exagerando, não? Ok, eis a prova… semana passada começamos assim…

11_12_2013E continuou assim…

12_12_13Até ficar assim, enquanto a tempestade de hoje se preparava pra chegar! 😉

14_12_13E o que a gente faz durante uma tempestade? Bem, depende do dia da semana… se der sorte de cair num domingo, o jeito é ficar de pijama o dia todo, procurar nosso novo apartamento e tirar sonecas em intervalos regulares!!!

WHAT?!?!?!?!? Novo apartamento? Como assim, OUTRA mudança?!?!? Brrrrr… sim, estamos entrando no nosso quarto ano na terrinha e essa vai ser a nossa quarta mudança… conto os detalhes no próximo post, ok?

Uma ótima semana a todos nós!

Novo emprego

Etiquetas

,

Sei que faz um tempão que não apareço por aqui … mas pra compensar, voltei pra contar boas noticias!

Bem, há quase um ano (como o tempo voa!!!!) mencionei em um post que estava fazendo um curso técnico em um Cégep em assurance de dommages (seguros) . E ha algumas semanas, finalmente, comecei a trabalhar na area.

Assim sendo, imaginei que seria interessante mencionar algumas particularidades do mercado de trabalho daqui.

Sabem, quando comecei a fazer o curso, o que mais influenciou a minha decisão foi: a duração (no meu caso 11 meses) e a demanda do mercado de trabalho (que está num momento super aquecido nessa area). Quanto ao conteudo em si, o interesse veio mais tarde e, honestamente, foi uma surpresa ter gostado tanto assim (vai entender, n?).

Não vou dizer que saí da sala de aula já com um contrato na mão… passei por várias entrevistas até finalmente dar certo. E, quando deu, foi com muito prazer que apresentei minha carta de demissão na loja em que trabalhei durante mais de um ano e meio. Vale notar que nem todos os contratos mencionam um período de aviso prévio, contudo, é um sinal de cortesia e de respeito dar duas semanas ao empregador e foi o que acabei, mesmo com uma preguiça danada, fazendo.

Sobre o tudo isso, segue algumas curiosidades:

– Acabei conhecendo a empresa em que estou trabalhando em um salon des talents. Essencialmente, me inscrevi em um café da manhã onde várias seguradoras estariam presentes divulgando vagas e aceitando curriculos. Nessa mesma manhã aconteciam mini entrevistas (de uns 5 minutos cada). No caso dessa empresa, mencionaram que gostariam de fazer uma entrevista por telefone em outra ocasião. Isso ocorreu dias mais tarde e durou uns quinze minutos (metade em ingles, metade em frances).

– Dias depois me ligam novamente marcando uma entrevista na empresa. Dessa vez, o encontro durou cerca de uma hora e foi feita por uma pessoa de RH e uma gerente. Mencionaram que receberia uma resposta nas próximas duas semanas. Caso o resultado fosse positivo, alguém me ligaria, caso não rolasse, eles enviariam uma resposta pelo correio. Como ninguém me ligou, assumi que deveria ficar de olho na caixa de correios… hihihihihihih…

– Ainda mais uns dias passaram antes que recebesse noticias. No final das contas, a pessoa do RH tinha saído de férias… mas felizmente, a vaga era minha! E foi somente nesse momento que me fizeram uma proposta oficial com os detalhes do salario, beneficios, horarios, etc… Cinco minutos mais tarde, eu estava ao telefone com a gerente da loja informando que minhas duas semanas de aviso prévio iriam começar na próxima segunda…

No momento de assinar o contrato, pela primeira vez ouvi falar de algumas cláusulas que, aparentemente, não são tão raras assim. Exemplo:

  • Se eu sair da empresa pra trabalhar em uma concorrente (direta ou indireta) e convencer a mais alguém que trabalha comigo a fazer o mesmo (isso no periodo de um ano);
  • Se eu sair da empresa pra trabalhar em uma concorrente (direta ou indireta), a nova empresa tem que estar situada em um raio (ou como dizem aqui, à vol de oiseau) de onde trabalho agora, e isso durante um período de seis meses,
  • E, naturalmente, há normas sobre a confidencialidade (essa ainda mais longa) e todas com multas salgadérrimas envolvidas.

Além disso, como na maioria esmagadora das empresas, o(a) funcionário(a) é responsável por pagar o próprio transporte, por levar a própria marmitinha e, pra quem está começando, só rolam 2 semanas de férias por ano… bem, fazer o quê? 😉

Em busca do sol…

Etiquetas

, ,

… e do mar e de água de côco, decidimos fazer um mais-que-bem-merecido passeio. Já que não tínhamos a quantidade de dias férias pra ir pro Brasil (mas fica pro ano que vem sem falta!!!) conseguimos uma semaninha que acabou rendendo.

Como o inverno foi longo e especialmente frio, deu uma vontade danada de lagartear no sol e andar de canga e chinelo de dedo. Assim sendo, fizemos as malas e fomos pra Cuba (que é um destino extremamente popular por aqui, assim como o México e a Republica Dominicana). A vantagem é que ir pra Cuba custa mais barato, principalmente agora que é baixa temporada. 😀

Como a maioria do pessoal, optamos pelos forfaits tout inclus. Como o próprio nome diz, todas as despesas (ou praticamente todas) são calculadas num pacote, incluindo: passagem, taxas, translados, hotel, comida e bebida. O que fica de fora são: o visto, os passeios, as lembrancinhas e, naturalmente, as gorjetas.

Mas como encontrar um pacote legal?

Uma boa maneira de começar é checando quais as promoções interessantes para as datas que tem em mente em um site tipo o Tripcentral (bem organizado e visual).

Ao encontrar algo possivelmente interessante, vale dar uma espiada qual é a opinião dos que já estiveram lá. Nesse caso, outro site interessante seria o Tripadvisor.

No caso de Cuba, segue alguns detalhes.

O visto

É necessário pra tudo quanto é turista e custa CUC 25$ (podem deixar que vou explicar mais adiante o que significa o CUC, ok?).

Ainda no avião, a equipe de bordo distribue um papelzinho a ser preenchido, que cumprirá a função de visto. Uma metade é destacada logo que passamos pela alfândega e a outra metade é entregue na saída do país, depois do check in.

Apenas uma dica aqui: NÃO PERCA ESSE PAPEL! Basta dizer que sua vida será mais longa e próspera assim, ok?

Os passeios

Todos os hotéis oferecem vários opções, pra todo tipo de gosto e bolso. Acabamos não fazendo nenhum mas ficamos com uma vontade grande de voltar em outra ocasião pra conhecer Havana (que ficava a 4 horas de onibus de onde estávamos). A história é riquíssima e as paisagens são lindas (principalmente depois de ficarmos quase 6 meses sem ver folhas nas árvores… hehehehe).

E o dimdim?

E é aqui que explico o que é CUC! 😀

Em Cuba, nenhum turista é autorizado a utilizar os pesos cubanos. Assim sendo, foi criada uma moeda meio que fictícia, chamada peso cubano convertibles.

O valor do câmbio do CUC segue o dolar americano e há uma pequena depreciacão com relação ao dolar canadense (3% se não me engano). Pra simplificar nossa vida, chegamos a conclusão que era um por um e, assim, dava pra ter uma noção dos preços.

Os pontos altos?

1) O povo cubano é gentil, atencioso e politizado. Foi um grande prazer conhecer várias pessoas interessantes.

2) As frutas:Ai-que-saudades-que-estava-de-comer-mamão!!! Manga!!!! Beber água de côco!!! Ahhhhh….

3) O mar: com água morna e um azul de tirar o fôlego.

Pontos fracos?

1) Mania dos hóspedes de levantar as 5 da matina pra reservar as cadeiras na praia… brrrrrrrr…

2) Até lá toca “Ai se te pego”… e com uma frequencia assustadora….

3) Sete dias passam rápido demais!!! 😉

Como não poderia deixar de ser, segue fotinhos:

SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC Um ótimo findi a todos!

Regularizando o Título Eleitoral

Etiquetas

, ,

Como todo(a) brasileiro(a) sabe, o título de eleitor é um documento importantissimo (e nem vou comentar as implicações políticas aqui), pois dele dependem vários outros, tipo: CPF, passaporte, etc.

Quando a gente está fora do país, nossa obrigação é de votar apenas pras eleições presidenciais. Contudo, para que essa regra entre em vigor, é preciso ter feito antes a tranferencia de domicílio eleitoral. Ou seja, oficialmente é preciso avisar que não está mais vivendo nas terras brazukas, caso contrario, cada eleição e referendo (aliás, cada turno realizado), conta como uma eleição e, após 3 sem voto ou justificativa, o título é cancelado.

Mas dá pra justificar o voto, não é? Sim, é possível. Nesse link há informações mega detalhadas postadas no fórum da Comunidade Brasil-Québec.

Mas como esse não era mais o nosso caso, segue o caminho pra regularizar o Título:

Pra começar, é preciso apresentar os seguintes documentos:

  • Documento oficial de identidade (RG, passaporte ou certidão de nascimento brasileira);
  • Certidão de casamento, se houver. Se for casado no exterior, o casamento deverá ser registrado no Consulado);
  • Certidão de Nascimento;
  • Comprovante de residência no exterior ou preenchimento de declaração de residência.
  • Comprovante de quitação com o serviço militar obrigatório (Certificado de Alistamento Militar- CAM, carteira de reservista ou documento equivalente) – para homens entre 18 e 45 anos.

Além disso, é obrigatorio ir ao consulado para colher as digitais (indicador e polegar das duas mãos), preencher um formulario (fornecido na hora) solicitando a tranferencia de domicilio eleitoral e entregar um outro formulario, já preenchido de preferencia, solicitando a isenção do pagamento da multa pelas por votações não realizadas/justificadas (segue link).

Como o título é feito apenas no Brasil, entre a solicitação e a recepção do documento, leva uns seis meses e, quando chegar no consulado, é necessário ir buscar o novo e deixar o antigo lá.

Para saber quando o documento já está pronto, basta consultar de tempos em tempos o site do consulado na seção de “Títulos disponíveis”.

Imagino que até pareça muita coisa, mas tendo todos os documentos em mãos tudo se resolve em apenas alguns minutos. No nosso caso, como chegamos uns minutinhos antes do consulado abrir, levou apenas 45 minutos entre entrar e sair. Nada mal, hein?

A todos nós, desejo a todos uma semana iluminada!

 

Renovando o passaporte

Etiquetas

, ,

Carambolas como o tempo passa rápido! Cá estamos na primavera outra vez, mesmo que termometro não concorde (tivemos a sensação térmica de -18c na semana passada!!!). Além disso, tivemos uma tempestade de neve ontem e, hoje, floquinhos continuaram a cair o dia todo (alias, já mencionei que a primavera começou ha quase um mes???).

Além disso, acreditam que já faz 3 anos que estamos nessas terras? Acabamos levando um susto ha duas semanas quando percebemos que mesmo os nossos passaportes já estavam pra expirar. Isso significa, lá vamos nós colocar essa papelada em dia.

A relação de documentos a serem providenciados está detalhada no site do  consulado daqui (segue link). É apenas importante lembrar que há um formulario a ser preenchido online. Não é necessario agendar dia e hora mas vale a pena chegar cedinho (bem, nem tão cedinho assim pois eles abrem as 9:30).

Acabamos tirando a foto em uma farmácia mesmo. Na Brunet (ok, talvez exista em tudo quanto é lugar que faz fotos pra documentos e foi só eu quem não prestou atenção) existe uma maquina que indica quais os parametros pra foto de passaporte, segundo as regras de cada país. Por algum motivo, indicam que são necessarias 3 fotos 5×5 pro brasileiro, quando na pratica, só uma foto é exigida pelo consulado e a gente pode escolher entre o formato de 5×5 ou 5×7 (não que o formato vá mudar sua vida, apenas que não vale a pena tirar mais fotos que o necessário… ainda mais quando de trata das pra documentos que, no meu caso, me deixam invariavelmente com cara de quem está de ressaca e passou a noite na cadeia…hihihihi). As nossas custaram $20.67.

A taxa pelo novo passaporte (novo ou renovação) é de $100.00. Caso o documento tenha sido perdido, roubado ou danificado, a história fica mais salgada e a taxa é de $200.00. Apenas é importante ter em mente que o consulado não aceita dimdim nem cartão de crédito ou de débito (e não, nem em cheque!). Assim sendo, restam as seguintes opções:

Pagamento somente em “mandat poste / money order”, cheque certificado “cheque visé / certified cheque ” ou vale-postal “mandat-poste / Postal Money Order ” (a ser adquirido nos bancos ou nos correios), nominal ao “Consulat Général du Brésil”

Se serve de consolo, fazer o mandat-poste bem tranquilo. Dá pra fazer em qualquer agencia dos correios. No nosso caso, fizemos em uma da Brunet mesmo (sim, há varias agencias de correios dentro de farmacias!). Pra emitir cada mandat-poste (que pode ser pago apenas em espécie ou em cartão de débito)  há uma taxa de $6.50 (emiti um em meu nome e outro no do Arnaldo… só por garantia).

Quanto as alternativas pra não encarar uma viagem de seis horas (3 ida e 3 volta) só pra fazer isso, restam as seguintes opções.

1) Aguardar uma visita do Consulado Intinerante. A proxima deve acontecer nos dias 25 e 26/05/13 aqui na cidade (detalhes aqui). No nosso caso, acabamos decidindo não esperar, pois tinhamos que dar uma passada em Montreal mesmo. Na realidade isso nos deu um pouco mais de coragem de despencar da cama as 04:30… uiuiui…

2) Fazer tudo pelo correio. Nesse caso os incovenientes são: a demora é de 15 dias uteis (contra 5 dias quando é feito pessoalmente) e a validade do passaporte é de 3 anos (contra os 5 anos concedidos normalmente). E no nosso caso, seria ainda menos pois os nossos titulos de eleitor estavam cancelados (pra saber como está o seu, basta consultar nesse link do TSE). Nesse caso, teriamos um com 2 anos de validade e nosso título continuaria enrolado.*

Mas continuando…

Quando o passaporte estiver pronto, há duas possibilidades (ei! porque a vida é cheia de escolhas!!! heheheheh ):

1) Ir pessoalmente buscar (não rola deixar uma procuração pra alguém ir em nosso lugar), ou;

2) Deixar um envelope já pago e pré endereçado. Esse dá também pra comprar em tudo quanto é agencia de correio e se chama Xpresspost (o que seria o equivalente ao nosso Sedex). O envelope que compramos custou $13.69.

Felizmente, tudo deu certo e ontem cedinho estavam batendo na nossa porta pra entregar os 4 passaportes. Sim, eles devolvem o antigo e, caso haja algum visto ainda válido (no nosso caso o dos EUA), podem continuar a ser utilizados normalmente, desde que acompanhados pelo passaporte mais recente. Ex: caso fossemos pras terras do Tio Sam, necessitariamos dos dois passaportes (o que é chato, mas está longe de ser o fim do mundo).

Ufa!!! Viram só como tudo isso é incrivelmente simples? 😉

Depois dessa maratona, o que me resta é desejar um findi maravilhoso a todos!

 

*  como esse post ficou ridiculamente longo, faço um outro muito em breve comentando como regularizar o título de eleitor, ok?