Etiquetas

, , ,

Tenho certeza que todo mundo que já considerou a possibilidade de imigrar já se perguntou isso.

Suponhamos que já tenha feito toda a lição de casa e já saiba quais as perspectivas na sua área, se vai ter que fazer a equivalencia dos diplomas e todo o blábláblá envolvido.*

Na realidade, estou me referindo ao que a gente faz até que o projeto idealizado aqui aconteça pra valer. As vezes leva um certo tempo pra vencer a barreira do idioma, as vezes o reconhecimento do diploma e as provas pra entrar em uma ordem (ex: médicos, contabilistas, engenheiros, etc.) leva vários meses e as vezes, simplesmente demora pra surgir uma oportunidade, mesmo quando tudo indicava que de cara ia dar tudo certo.

Assim, é apenas natural que a maioria dos meros mortais se perguntem como fica a coisa nesse meio tempo. Acreditem, chega uma fase que dá um semi-desespero ao ver o extrato do banco com semanas e semanas de débitos e nadinha de crédito.

Por isso, chega a hora em que vale a pena considerar com carinho a possibilidade de arranjar um emprego. Dim dim não é uma preocupação no teu caso? Sorte sua! Mesmo assim, começar a trabalhar ainda é uma boa idéia nem que seja pra praticar o frances (confiem em mim quando eu digo que o frances da sala de aula e o da vida real não são a mesma coisa!).

Além disso, não há demérito algum trabalhar com algo abaixo da sua qualificação profissional. Empregador nenhum aqui vai te olhar meio desconfiado se disser que trabalhou lavando pratos, ou servindo mesas, ou fazendo limpeza enquanto se adaptava a nova cultura e aperfeiçoava o idioma.

Hoje foi publicada uma matéria falando sobre a grande necessidade de mão de obra que existe no comércio daqui.

Existe uma falta tão grande, que cerca de 20% das empresas contrata pessoas com mais de 55 anos e/ou aposentadas. Além disso, mesmo que o frances ainda não esteja tão afiado, vários empregadores não se importam tanto assim. Pra terem uma idéia, já nas primeiras semanas aqui já havia começado a trabalhar numa loja e, na que trabalho hoje em dia, tem gente de Cuba, do Marrocos, da Argélia, da Costa do Marfim, da Colombia, do Peru, da Russia, do Afeganistão e do Iraque… e tem até uns dois ou tres que são de Quebec!!! Heheheheh….

É bem verdade que o salario não é grande coisa (a grande maioria das lojas paga o mínimo, que agora é $9.90 por hora) mas vale levar em conta que isso é algo temporário. Além disso, isso nos proporciona uma ótima oportunidade de aprender algo essencial, a não se levar muito a sério! 😀

*Ahhhhh! Mas você está ainda começando a amadurecer a idéia? Pas de problème! Nesse caso, vale a pena dar uma boa lida no site do IMT (information sur le marché de travail). Aí vai encontrar informações interessantes sobre o mercado de trabalho, média salarial, se a sua profissão está em demanda, etc.. 😉

Anúncios