Etiquetas

, ,

Carambolas como o tempo passa rápido! Cá estamos na primavera outra vez, mesmo que termometro não concorde (tivemos a sensação térmica de -18c na semana passada!!!). Além disso, tivemos uma tempestade de neve ontem e, hoje, floquinhos continuaram a cair o dia todo (alias, já mencionei que a primavera começou ha quase um mes???).

Além disso, acreditam que já faz 3 anos que estamos nessas terras? Acabamos levando um susto ha duas semanas quando percebemos que mesmo os nossos passaportes já estavam pra expirar. Isso significa, lá vamos nós colocar essa papelada em dia.

A relação de documentos a serem providenciados está detalhada no site do  consulado daqui (segue link). É apenas importante lembrar que há um formulario a ser preenchido online. Não é necessario agendar dia e hora mas vale a pena chegar cedinho (bem, nem tão cedinho assim pois eles abrem as 9:30).

Acabamos tirando a foto em uma farmácia mesmo. Na Brunet (ok, talvez exista em tudo quanto é lugar que faz fotos pra documentos e foi só eu quem não prestou atenção) existe uma maquina que indica quais os parametros pra foto de passaporte, segundo as regras de cada país. Por algum motivo, indicam que são necessarias 3 fotos 5×5 pro brasileiro, quando na pratica, só uma foto é exigida pelo consulado e a gente pode escolher entre o formato de 5×5 ou 5×7 (não que o formato vá mudar sua vida, apenas que não vale a pena tirar mais fotos que o necessário… ainda mais quando de trata das pra documentos que, no meu caso, me deixam invariavelmente com cara de quem está de ressaca e passou a noite na cadeia…hihihihi). As nossas custaram $20.67.

A taxa pelo novo passaporte (novo ou renovação) é de $100.00. Caso o documento tenha sido perdido, roubado ou danificado, a história fica mais salgada e a taxa é de $200.00. Apenas é importante ter em mente que o consulado não aceita dimdim nem cartão de crédito ou de débito (e não, nem em cheque!). Assim sendo, restam as seguintes opções:

Pagamento somente em “mandat poste / money order”, cheque certificado “cheque visé / certified cheque ” ou vale-postal “mandat-poste / Postal Money Order ” (a ser adquirido nos bancos ou nos correios), nominal ao “Consulat Général du Brésil”

Se serve de consolo, fazer o mandat-poste bem tranquilo. Dá pra fazer em qualquer agencia dos correios. No nosso caso, fizemos em uma da Brunet mesmo (sim, há varias agencias de correios dentro de farmacias!). Pra emitir cada mandat-poste (que pode ser pago apenas em espécie ou em cartão de débito)  há uma taxa de $6.50 (emiti um em meu nome e outro no do Arnaldo… só por garantia).

Quanto as alternativas pra não encarar uma viagem de seis horas (3 ida e 3 volta) só pra fazer isso, restam as seguintes opções.

1) Aguardar uma visita do Consulado Intinerante. A proxima deve acontecer nos dias 25 e 26/05/13 aqui na cidade (detalhes aqui). No nosso caso, acabamos decidindo não esperar, pois tinhamos que dar uma passada em Montreal mesmo. Na realidade isso nos deu um pouco mais de coragem de despencar da cama as 04:30… uiuiui…

2) Fazer tudo pelo correio. Nesse caso os incovenientes são: a demora é de 15 dias uteis (contra 5 dias quando é feito pessoalmente) e a validade do passaporte é de 3 anos (contra os 5 anos concedidos normalmente). E no nosso caso, seria ainda menos pois os nossos titulos de eleitor estavam cancelados (pra saber como está o seu, basta consultar nesse link do TSE). Nesse caso, teriamos um com 2 anos de validade e nosso título continuaria enrolado.*

Mas continuando…

Quando o passaporte estiver pronto, há duas possibilidades (ei! porque a vida é cheia de escolhas!!! heheheheh ):

1) Ir pessoalmente buscar (não rola deixar uma procuração pra alguém ir em nosso lugar), ou;

2) Deixar um envelope já pago e pré endereçado. Esse dá também pra comprar em tudo quanto é agencia de correio e se chama Xpresspost (o que seria o equivalente ao nosso Sedex). O envelope que compramos custou $13.69.

Felizmente, tudo deu certo e ontem cedinho estavam batendo na nossa porta pra entregar os 4 passaportes. Sim, eles devolvem o antigo e, caso haja algum visto ainda válido (no nosso caso o dos EUA), podem continuar a ser utilizados normalmente, desde que acompanhados pelo passaporte mais recente. Ex: caso fossemos pras terras do Tio Sam, necessitariamos dos dois passaportes (o que é chato, mas está longe de ser o fim do mundo).

Ufa!!! Viram só como tudo isso é incrivelmente simples? 😉

Depois dessa maratona, o que me resta é desejar um findi maravilhoso a todos!

 

*  como esse post ficou ridiculamente longo, faço um outro muito em breve comentando como regularizar o título de eleitor, ok?

Anúncios